Notícias

Número de consumidores de gás natural passa os 2 milhões

11/11/2011

O levantamento feito pela ABEGÁS - Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado aponta que foram consumidos diariamente, em média, 48 milhões de metros cúbicos de gás natural no mês de setembro. Porém, a grande marca do mês foi que o número de clientes do insumo já ultrapassou 2 milhões, o que representa um crescimento de 15% no número de consumidores. Quando à rede de distribuição, ela já soma 20.485,8 km de extensão.

O segmento que mais tem conquistado clientes é o residencial e, na sequencia, o comercial. Em setembro, as residências consumiram 11,41% a mais do que no mesmo período de 2010; já o comércio, 7,95%. O consumo industrial de gás também aumentou: 7,64%. Em contrapartida, a comercialização de gás natural para segmento veicular e de cogeração retraiu, respectivamente, 0,82% e 18,05% de um ano ao outro. E as térmicas, pelo bom nível dos reservatórios das hidrelétricas, diminuíram o consumo de gás natural em 67,05%.

Quando comparado o acumulado do ano, a comercialização total de gás natural manteve-se estável. Porém, comparando-se setembro de 2011 com o mês anterior, o consumo retraiu 1,72%.

A região Sudeste continua sendo a região que mais consome gás natural no país, com 32,5 milhões de metros cúbicos consumidos por dia em setembro. Na seqüência, estão as regiões Nordeste com 7,9 milhões m³/dia e Sul com 4,7 milhões. Já as Regiões Centro-Oeste e Norte consumiram, respectivamente, 284,6 mil m³/dia e 2,5 milhões m³/dia.

Site comemorativo

Comemorando a marca dos primeiros 2 milhões de clientes, a Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado lança, nesta sexta-feira (04/11), um selo comemorativo e um hotsite para celebrar o expressivo número. “São 2 milhões de consumidores satisfeitos com o gás natural, o que nos enche de orgulho porque mostra a confiança depositada pelos brasileiros nesse nobre energético e nos impulsiona para incrementar cada vez mais esse mercado.

Nos últimos anos, o número de consumidores de gás natural aumentou expressivamente: 42%. Até 2020, estima-se um crescimento ainda maior - 67,3% -, o que significa que o Brasil terá 3,3 milhões de consumidores de gás natural”, comemora Luis Domenech, presidente da ABEGÁS.

Em www.abegas.org.br/2milhoes, os internautas vão conhecer mais dos benefícios do gás natural e os números do mercado, além de ter acesso a depoimentos de clientes que usam gás natural e não se arrependem. “Fui atraído pela facilidade de fornecimento e pelo custo do gás natural, consideravelmente melhor do que o de outras fontes de energia”, comenta Ricardo Alberto, da Lavanderia WashHouse. Já Simone Bert, Chef do Restaurante Wonchako, diz que o primeiro fator que fez o estabelecimento mudar para o gás natural foi, sem dúvida, a economia, mas há outros atrativos: “apesar de a economia já ser um benefício imenso, capaz de convencer, por si só muita gente, a praticidade também é uma vantagem valiosa – com gás natural, não precisamos mais nos preocupar com o abastecimento nem coma estocagem do combustível”.
 
Não é à toa que o Anuário Exame de Infraestrutura 2011-2012, suplemento anual da revista Exame, destaca o gás natural como a grande estrela do cenário energético global, por ser considerado o combustível ideal para a transição para uma economia de baixo carbono. Logo, um novo olhar se instaura com a perspectiva de consolidar, cada vez mais, o gás natural na matriz energética brasileira. Ele é um forte elemento de desenvolvimento econômico para o Brasil: o Produto Interno Bruto (PIB) do país apresentou aumento de 4,2% na comparação do primeiro trimestre de 2011 com o mesmo período de 2010. No mesmo período, o mercado de gás natural cresceu 15,17%.

Companhia de Gás de Minas Gerais - Gasmig
Av. do Contorno, 6594/10º andar - Lourdes - Belo Horizonte - Minas Gerais - CEP 30.110-044